Início > Linux, TI > Ajustando Partições EXT3/EXT4

Ajustando Partições EXT3/EXT4

Algumas características das partições podem ser ajustadas mesmo após a formatação, veremos alguns comandos com as principais opções para isso. As partições tipo ext2/ext3/ext4 são ajustadas pela ferramenta Tune2fs.

Na verdade qualquer comando que possua e2fs no nome é ferramenta de ext2/ext3/ext4.

Vamos ver como ajustar algumas características destas partições.

TUNE2FS
Modifica opções de funcionamento de partições ext2/ext3.

Vejamos agora alguns exemplos de uso do comando:

Onde listamos as opções usadas pela partição /dev/sda1.
root:~# tune2fs -l /dev/sda1

Onde a quantidade máxima de montagens sem passar o fsck durante o boot foi alterada para 35.
root:~# tune2fs -c 35 /dev/sda1

Onde a quantidade máxima de montagens sem passar o fsck durante o boot foi desabilitada.
Isto pode ocorrer em perda de dados caso o sistema de journaling não esteja funcionando corretamente.
root:~# tune2fs -c 0 /dev/sda1

Onde é adicionado um rótulo (label) na partição.
root:~# tune2fs -L Sistema /dev/sda1

Onde o período de intervalo entre as checagens é modificado de 6 meses para 12 meses. Os operadores são d para dias, w para semanas e m para meses.
root:~# tune2fs -i 12m /dev/sda1

Onde a porcentagem de espaço em disco reservada para o root passa de 5% (padrão) para 1%.
root:~# tune2fs -m 1 /dev/sda1

Onde a quantidade de blocos reservados passa a ser de 65536 blocos (256MB), pois usamos blocos de 4kb.
root:~# tune2fs -r 65536 /dev/sda1

Onde os blocos reservados da partição deixam de ser para o root e passam a ser para o usuário user1.
Isto é útil em sistemas onde não é permitido login de root.
root:~# tune2fs -u user1 /dev/sda1

Onde é acrescentado a característica de journaling a uma partição ext2,
ou seja convertemos de ext2 para ext3. O inverso não é possível.
root:~# tune2fs -j /dev/sda5

Para converter uma partição ext3 em ext4 usamos os seguintes comandos,
primeiro desmontamos a partição antes de converter, se não fizer isso vai perder os dados,
então faça. Usando como exemplo uma partição /dev/sdb1 como /home.
root:~# umount /dev/sdb1
root:~# tune2fs -O extents,uninit_bg,dir_index /dev/sdb1

Agora devemos checar a partição para que as flags sejam funcionais antes de montar.
root:~# fsck -pf /dev/sdb1

Agora é só montar a partição.
root:~# mount -t ext4 /dev/sdb1 /home

Seguem algumas telas do tune2fs:

Não esqueçam de assinar e divulgar nosso portal e se preparem para novidades em 2012.

Anúncios
Categorias:Linux, TI Tags:, ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: